Bate papo com Evgeny Bobryshev

Ele quase ficou de fora da temporada 2018 do Mundial de Motocross, mas foi contratado pela BOS Racing Team e disputou toda a temporada, sempre despontando entre os 10 e 15 primeiros colocados e encerrou o ano na 12a posição e ainda se tornou bicampeão britânico de motocross. Bati um papo com o piloto russo Evgeny Bobryshev. Eu o conheci em 2011 e tive o prazer de entrevistá-lo naquela época e agora sentei para trocar uma ideia com ele exclusiva para o MMXCrossWorld.
MMXCrossWorld – Seja bem vindo ao MMXCrossWorld Bobby! Muito obrigada por tirar esse tempo para conversar comigo. Como se sente sendo entrevistado por um site brasileiro? É a sua primeira vez?
Bobryshev – Hey! Já faz um bom tempo desde que fui entrevistado para o Brasil, é sempre um prazer pra mim.

MMXCrossWorld – Vamos revisar sua temporada 2018. Você não renovou com a HRC para o Mundial, mas foi contratado pela RFX Suzuki para o Arenacross Europeu, Michelin MX Nationals e o ACU Championship. Depois você anunciou que iria disputar 19 Grand Prix para a BOS team. O que aconteceu?
Bobryshev – Foi um momento difícil pra mim, eu não consegui um contrato até o último momento. Eu recebi uma oferta da Inglaterra ( de Neil Prince) e mais tarde da mesma forma, em Janeiro, a BOS team entrou em contato para fazer os GPs.

MMXCrossWorld – Você conquistou o Campeonato Britânico deste ano sob condições extremas. Parabéns pelo bicampeonato! Como foi sua temporada 2018 no geral?
Bobryshev – Obrigado. Foi difícil, mas positiva no final com o título britânico. Visto que no começo de Janeiro eu tive apenas dois finais de semana livres, e com a nova BOS team nós dedicamos muitas horas para ajustar tudo como uma equipe estreante.

16102018_Bob_B2
Bobby comemorando o bicampeonato britânico em Lyng com a família e equipe, em Outubro deste ano. Photo by: Toofast Media Group

MMXCrossWorld – E 2019? Já tem alguma novidade que possa revelar? Quais os seus planos para a próxima temporada?
Bobryshev – Eu permanecerei na BOS, só estamos mudando da Suzuki para a Kawasaki. E no momento estou dedicando meu tempo aos treinamentos físicos porque ainda estou esperando a confirmação sobre os testes e ajustes da moto.

MMXCrossWorld – Você é da Rússia, mas mora na Holanda e ainda viaja o mundo todo durante todo o ano. Como é a vida na estrada pra você? Deve ser difícil pra você e sua família, você ficando longe quase o ano todo. Como vocês lindam com isso?
Bobryshev – Você sabe, esse é o meu trabalho e eu amo o meu trabalho com todo o coração, minha família me apoia e nós viajamos a maior parte do tempo juntos, mas é difícil quando as corridas são fora do continente.

MMXCrossWorld – Como é a sua rotina de treinamento físico e treinos com a moto? E como você faz quando está viajando?
Bobryshev – Quando estou na estrada, não tenho muito a fazer. Quando estou em um lugar, eu tento manter minha rotina e continuar seguindo meu programa.

MMXCrossWorld – E fisioterapia? A maioria das pessoas acham que vocês pilotos só fazem fisioterapia por causa das lesões. Você tem um fisioterapeuta que trabalha com você além da reabilitação? Qual a importância da fisioterapia para você? Você acha que é importante ter um fisioterapeuta no paddock em todas as etapas do campeonato? Esse ano em Ímola, os organizadores colocaram um setor de fisioterapia à disposição dos pilotos. Isso é muito legal e de certa forma, uma novidade no mundo do MXGP. E os outros campeonatos pela Europa? Eles oferecem esse tipo de serviço?
Bobryshev – Eu não tenho um fisioterapeuta particular, mas com certeza quando preciso de ajuda eu sei aonde ir. E ter esse serviço nas corridas é muito importante já que algumas vezes você precisa urgentemente consertar rapidamente um problema.

MMXCrossWorld – Nós nos conhecemos pessoalmente em 2011, quando você tinha Swian Zanoni como colega de equipe na HRC. Você corria na MX1 e ele na MX2. Eu era uma amiga dele e o ajudava na assessoria de comunicação e estava em Indaiatuba, São Paulo, naquele ano e nós conversamos brevemente. Foi uma grande perda para nós e para a família dele. Você pode relembrar um pouco dele como pessoa e como piloto? E como era o seu relacionamento com ele? Vocês tinham contato?
Bobryshev – Sim, eu lembro dele. Nós sempre conversávamos quando nos víamos. E sim, foi um grande choque o que aconteceu. Ele era uma boa pessoa e tinha uma mentalidade muito boa. Eu sempre lembro dele como um cara sempre positivo.

579857_343669842369200_1200259939_n
Rui Gonçalves, Bobryshev, Marronzinho e Swian em 2011 – Photo by: Mariah Morgado

MMXCrossWorld – O Campeonato Mundial de Motocross teve alguns circuitos novos nesta temporada e terá mais na próxima. O que você acha dessa expansão e evolução do campeonato?
Bobryshev – Para mim e para as equipes o que é mais complicado é as muitas corridas fora da Europa. Mas pensando no que eu gosto é que nós temos sempre boas pistas.

MMXCrossWorld – Qual é a coisa mais difícil para um piloto de motocross nos dias de hoje?
Bobryshev – A coisa mais difícil é se manter saudável durante toda a temporada.

MMXCrossWorld – Quem são seus ídolos do motocross?
Bobryshev – Eu sempre gosto de assistir o Villopoto.

MMXCrossWorld – Como você começou no Motocross? Quantos anos tinha?
Bobryshev – Eu tinha 7 anos quando comecei a andar e ganhei uma moto de presente do meu pai, ele também foi piloto. E tudo começou no jardim da minha casa.

MMXCrossWorld – Quais sãos as melhores e piores lembranças de sua carreira?
Bobryshev – Minha pior lembrança é de quando quebrei dois ossos na perna e fiquei de fora toda a temporada e também de 2017 quando estava brigando pelo terceiro lugar e quebrei minha clavícula. E as boas lembranças são de quando venci duas baterias em 2011 e terminei em terceiro lugar do mundo.

MMXCrossWorld – Nós tivemos algumas grandes aposentadorias nos últimos anos, como Dungey, Villopoto, De Dycker… Na minha opinião, aposentadorias relativamente jovens. O que você acha? Como você se sente sobre aposentadoria? Você pensa sobre isso?
Bobryshev – É difícil dizer já que para cada um é diferente, mas se você acha que você dar seu 110%, você não precisa pensar em aposentadoria. No meu caso, eu comecei a correr no GP tarde, quando tinha 21 anos e os outros pilotos que aos 15 já estavam competindo.

MMXCrossWorld – E os sonhos? O que Evgeny Bobryshev sonha? Tem alguma coisa que você ainda não fez na sua carreira? E na sua vida?
Bobryshev – Meu sonho é construir um bom CT para os pilotos treinarem.

MMXCrossWorld – Normalmente, quando perguntamos a um piloto se eles querem competir nos EUA, a maioria diz sim. E você? Você quer ou pretende mudar pra lá e competir? Seria um objetivo pessoal seu?
Bobryshev – Sim, eu sempre quis ir pra lá, mas realmente não tive possibilidade. Mas ainda não é tarde, quem sabe algumas etapas.

DSC_1761-1-960x641
Bobby na etapa do Dunas do Britânico de Motocross 2018 – Photo by: Toofast Media Group

MMXCrossWorld – O que você diria para os jovens talentos e para a garotada que quer ser um piloto de motocross?
Bobryshev – Você precisa sempre seguir seus sonhos!

MMXCrossWorld – Como você classifica a temporada 2018 do Supercross e Motocross nos Estados Unidos? Você acompanhou esses campeonatos? Quais as suas previsões para 2019?
Bobryshev – Sim, com certeza. Eu apostaria no Anderson que é um cara equilibrado e eu gosto do estilo dele. Claro, Tomac é um competidor duro, mas se ele continuar estável, ele pode ser campeão. No Motocross, pra mim Tomac é o mais rápido.

MMXCrossWorld – Como você classifica a temporada 2018 do Mundial? E quais as suas previsões para 2019?
Bobryshev – 2018 foi sobre 2 pilotos, que estavam sempre um passo a frente. Sobre 2019, nunca se sabe.

MMXCrossWorld – Bobby, mais uma vez muito obrigada por esse bate papo! Sou sua fã e desejo a você tudo de melhor sempre. Estamos esperando uma visita sua aqui no Brasil. Feliz Natal e Feliz Ano Novo para você e sua família. Agora o espaço é todo seu.
Bobryshev – Obrigado a todos. Feliz Natal e Ano Novo!

Cover photo by: Motocross Planet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s