Tunico Maciel é bicampeão nas motos na 27ª edição do Sertões

O mineiro Tunico Maciel conquistou neste domingo (1/9) o bicampeonato da categoria para motocicletas no Sertões, em Aquiraz (CE), novamente com a Honda CRF 450RX. Após quase cinco mil quilômetros em oito dias de disputas, cerca de 2.800 deles de trechos cronometrados, a equipe Honda Racing confirmou dobradinha na classificação geral, com Jean Azevedo em segundo lugar. O desempenho também amplia o domínio do time vermelho no Sertões, já que agora são cinco títulos consecutivos na geral das motos.

“Que sensação! O Sertões é uma prova única, todos que ganham parece que é a primeira vez. Eu já estava emocionado antes de subir na rampa”, conta o bicampeão Tunico Maciel. Ele faturou a taça de forma consistente, já que assumiu a liderança das motos na segunda etapa da prova – e não saiu mais do topo da tabela. A 27ª edição do rali, patrocinada pela Honda, teve início em Campo Grande (MS) no dia 25/8 e passou por caminhos do Mato Grosso, Goiás, Tocantins e Piauí até chegar no Ceará.

“Foi um trabalho duro de toda a equipe Honda Racing, tivemos dias longos e extremamente difíceis para chegar ao final com o título. Mantive o foco e a calma o tempo todo, não encostei o guidão da moto no chão em momento algum. Não tive qualquer problema com a minha Honda CRF 450RX, que mais uma vez foi fundamental para eu chegar até aqui. Foi um rali incrível”, analisa Maciel, que também conquistou o título da categoria Production Aberta.

Campeão da Super Production e vice da geral, Jean Azevedo comemorou ao lado dos companheiros de equipe. “A Honda Racing está de parabéns, fez um trabalho fantástico e teve muita garra, virando noites para nos dar todo o suporte. Terminamos com uma dobradinha no pódio, o Tunico fez uma grande prova e está de parabéns. Agora vamos preparar para 2020, sempre estou em busca de mais e quero conquistar o meu oitavo titulo no Sertões”, diz o experiente piloto paulista, que continua sendo o maior vencedor da história da prova nas motos.


Sertões terminou neste domingo no Ceará. Foto: José Maria Dias

O gaúcho Gregorio Caselani, campeão do Sertões em 2016, seguiu no rali até o final para dar apoio à equipe Honda Racing – mesmo depois de ter problemas e não completar a sexta etapa. “Este foi o maior Sertões que eu já corri, em termos de quilometragem, e foram oito dias que exigiram ao máximo dos pilotos e das máquinas. Estou muito feliz pelo time, o Tunico Maciel é uma grande pessoa e merece comemorar”, conclui Caselani. A Honda Racing conta ainda com o paulista Bissinho Zavatti, tetracampeão da classe Brasil, que machucou o pé na primeira etapa da prova e teve de encerrar a sua participação de forma prematura.

O desempenho no Sertões também foi decisivo para o Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country, já que as etapas iniciais da prova somaram pontos fundamentais para a temporada 2019. De forma antecipada, Tunico Maciel assegurou o título brasileiro da geral de forma inédita e o bicampeonato da Production Aberta. Já Gregorio Caselani garantiu o título nacional da classe Super Production.

A equipe Honda Racing de Rally Cross Country é patrocinada por Pro Honda, ASW, Michelin, DID e Seguros Honda.

Sertões 2019 – Classificação final após oito etapas (resultados extraoficiais)

Classificação geral – Motocicletas

1 – Tunico Maciel #1 – 34:03:18.9
2 – Jean Azevedo #3 – 34:27:35.5
3 – Ricardo Martins #2 – 36:11:09.7
4 – Bruno Leles #18 – 36:31:14.7
5 – Vítor Closs #9 – 37:03:25.9

Categoria Super Production
1 – Jean Azevedo #3 – 34:27:35.5
2 – Ricardo Martins #2 – 36:11:09.7
3 – Bruno Leles #18 – 36:31:14.7
4 – Ramon Sacilotti #11 – 37:20:26.5
5 – Alex Buchheim #37 – 41:55:58.8
7 – Gregorio Caselani #5 – 55:22:20.0

Categoria Production Aberta
1 – Tunico Maciel #1 – 34:03:18.9
2 – Vítor Closs #9 – 37:03:25.9
3 – Mário Marchiori #8 – 38:06:01.8
4 – Luis Henrique dos Santos #71 – 43:38:31.9
5 – Rafael Milan #12 – 58:00:51.0

Sertões 2019 – 8ª etapa (resultados extraoficiais)

Classificação geral – Motocicletas
1 – Jean Azevedo #3 – 00:11:47.1
2 – Ricardo Martins #2 – 00:11:47.4
3 – Gregorio Caselani #5 – 00:12:02.5
4 – Ramon Sacilotti #11 – 00:12:07.2
5 – Giovanni de Castro – 00:12:28.6

Categoria Super Production
1 – Jean Azevedo #3 – 00:11:47.1
2 – Ricardo Martins #2 – 00:11:47.4
3 – Gregorio Caselani #5 – 00:12:02.5
4 – Ramon Sacilotti #11 – 00:12:07.2
5 – Tiago Fantozzi #17 – 00:13:25.5

Categoria Production Aberta
1 – Tunico Maciel #1 – 00:12:56.0
2 – Mário Marchiori #8 – 00:13:52.4
3 – Kassiano Burtett #33 – 00:15:21.2
4 – Vítor Closs #9 – 00:15:57.9
5 – Luis Henrique dos Santos #71 – 00:16:46.5

Texto por: CBM

Cover photo by: Magnus Torquato

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s